🆕 Novo Peugeot 3008

Com um visual retocado e mais em linha com os recentes modelos da Peugeot, o bem-sucedido 3008 renova-se para enfrentar a concorrência, mantendo a sua aposta numa gama multifacetada de motorizações (que inclui uma variante Plug-in) e numa melhoria dos seus atributos tecnológicos.

Com mais de 800 mil unidades produzidas desde o seu lançamento, em 2016, o 3008 recebe agora a primeira grande atualização estética e tecnológica, que lhe garante uma frente redesenhada, novas luzes traseiras Full LED, novas cores de carroçaria e uma opção inédita “Black Pack”.

Em termos visuais, o renovado 3008 conta com uma nova grelha sem moldura, que se une aos faróis, ligando todos os elementos. Além disso, o extremo do capot ostenta agora o monograma do modelo, à semelhança da restante gama Peugeot. Os projetores frontais foram também redesenhados, beneficiando de tecnologia LED desde o nível de entrada e acrescentam as luzes de circulação diurnas (DRL) no formato de presas, com uma extremidade cromada. As versões GT/GT Pack têm uma grelha específica, acentuando a sua identidade mais desportiva. Assim, dispõem de projetores Full LED com extensão da assinatura de luz e função de iluminação em curva (EVS) que otimiza a visibilidade até aos 90 km/h.

De destacar a substituição dos faróis de nevoeiro, pela função “Foggy Mode”, integrada nos projetores Full LED, que acende as luzes de médios com uma intensidade reduzida aquando da ativação das luzes de nevoeiro traseiras. Passando para a traseira, as luzes modernizadas adotam tecnologia Full LED (incluindo a luz de marcha-atrás), exibindo as identificativas garras 3D para uma assinatura de luz mais incisiva. As luzes de mudança de direção são progressivas. As óticas estão revestidas de um vidro transparente fumado, que permite ampliar a faixa preta para ambas as extremidades do automóvel, ampliando visualmente a traseira.

Na lateral, as novas jantes de alumínio diamantado de 19 polegadas ‘São Francisco’ aparecem no nível GT Pack, incrementando o caráter de exclusividade deste acabamento. Adicionalmente, os monogramas GT (nos painéis dianteiros e no portão traseiro) foram modernizados. Nota ainda para a chegada de duas novas cores na tonalidade azul (Celebes e vertigo), que se juntam às outras cinco cores disponíveis para a carroçaria (Branco Nacarado, Cinzento Artense, Cinzento Platinium, Preto Perla Nera e Vermelho Ultimate).

Para os clientes mais exigentes em matéria de estilo, é proposta uma nova opção “Black Pack” nos níveis de acabamento superiores GT e GT Pack, com diversos elementos distintivos, como a grelha e o leão “Dark Chrome”, monogramas 3008/GT/Peugeot em preto acetinado, embelezadores dos guarda-lamas dianteiros em preto brilhante, barras de tejadilho em preto acetinado, embelezadores do tejadilho em preto brilhante, spoiler em preto brilhante e jantes de 19” ‘Washington’ Black Pack específicas em Preto Onyx e verniz Preto Mist.

Por dentro, a Peugeot evolui o conceito do i-Cockpit, graças a um painel de instrumentos digital de 12.3 polegadas, totalmente parametrizável e personalizável, com uma lâmina digital com tecnologia “Normally Black”, para uma maior qualidade, permitindo uma melhor leitura com maiores contrastes.

Ao meio no tablier está um novo ecrã tátil de 10 polegadas, de alta definição, auxiliado por um conjunto de sete teclas do tipo piano – “toggles switches” – que garantem acesso direto e permanente às principais funções de conforto: rádio, climatização, navegação 3D conectada com controlo por voz, parâmetros do veículo, telefone, aplicações móveis e avisos de perigo. As versões híbridas plug-in têm uma tecla adicional específica, que permite o acesso ao menu das funções elétricas.

Ao nível da consola central, todas as motorizações térmicas equipadas com caixa de velocidades automática estão, a partir de agora, equipadas de série com um seletor de modo de condução, optando-se entre Normal, Sport e Eco.

Para as versões dotadas de motores híbridos plug-in, o seletor de modo de condução alterna entre os modos Eletric (por defeito no arranque)/Hybrid/Sport/4WD (apenas na variante HYBRID4 de 300 CV).
Produzido em França, na Fábrica de Sochaux, o novo 3008 será comercializado na Europa no final de 2020.
Há ainda novos revestimentos para os bancos, com destaque para as possibilidades de contar com combinações de couro e Alcantara para ambiente mais requintado e um novo retrovisor interior “Frameless” nos níveis GT/GT Pack.

Gama de motores diversificada

A gama de motorizações disponíveis para o renovado 3008 é ampla, voltando a apostar na filosofia da ‘liberdade de escolha’, havendo blocos térmicos e Plug-in híbridos, neste caso com duas opções: HYBRID4 de 300 CV associado a caixa e-EAT8 e tração integral com emissões a partir de 29 g/km de C02 e 59 km de autonomia 100% elétrica (segundo o protocolo WLTP) e HYBRID 225 CV com caixa e-EAT8 de tração dianteira e emissões a partir de 30 g/km de C02 e 56 km de autonomia 100% elétrica (segundo o protocolo WLTP).

A versão HYBRID4 300 e-EAT8 resulta da associação entre um motor PureTech de 200 CV e dois motores elétricos, um na frente, de 110 CV (ou 81 kW) acoplado à caixa de velocidades automática e-EAT8, e o segundo posicionado sobre o eixo traseiro, desenvolvendo 112 CV (ou 83 kW). A versão de duas rodas motrizes HYBRID de 225 CV associa um motor PureTech de 180 CV a um motor elétrico de 110 CV (ou 80 kW), acoplado à caixa e-EAT8.
A bateria de iões de lítio tem uma capacidade de 13.2 kWh, podendo usar-se dois tipos de carregadores – um carregador monofásico de 3.7 kW, de série, e outro de 7.4 kW, igualmente monofásico, opcional. Os tempos de recarga estimados vão das sete horas para uma carga completa numa tomada de 8A com o carregador monofásico de bordo (3.7 kW), às 1h45 numa ‘wallbox’ de 7.4 kW com o carregador de bordo monofásico de 7.4 kW, passando pelas quatro horas exigidas numa tomada reforçada (16A) com o carregador monofásico a bordo (3.7 kW).

Com base na plataforma EMP2 (Efficient Modular Platform), ambas as versões beneficiam de um eixo traseiro multibraços, sem impacto na habitabilidade, preservando-se também o volume da bagageira acima do tapete.

Entre os motores de combustão interna, todos eles homologados sob o ciclo WLTP e cumprindo regulamentação Euro6, estão as unidades de 1.2 litros a gasolina PureTech de três cilindros de 130 CV (com caixa manual ou automática de oito velocidades), e 1.5 litros a gasóleo BlueHdi de 130 CV (igualmente com caixa manual ou automática de oito velocidades).
2 de setembro de 2020

Fonte: motor24.pt
Mais artigos