Auto Gouveia

Já abriu a ponte mais longa do mundo

Imagem1

Finalmente abriu hoje ao público a ponte mais longa do mundo. A Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau é um dos mais ambiciosos projetos de engenharia dos últimos anos, tendo sido construída para criar uma ligação direta entre a zona económica especial de Zhuhai e as antigas colónias britânica e portuguesa de Hong Kong e Macau. Contando com todas as ligações, a ponte tem mais de 55 quilómetros de comprimento.

A ponte é composta de várias elementos e obrigou as autoridades destas zonas económicas da China a criar duas ilhas artificias no Mar do Sul da China, corpo de água localizado entre as costas da China, das Filipinas e da parte malaia da ilha de Bornéu. Necessitou de mais de 400 mil toneladas de aço A zona principal, com 29,6 quilómetros, inclui 22,9 km de estrutura acima da água, incluindo pilares de alta altitude, entre 270 e 460 metros, para permitir a passagem de navegação local.

A ponte entra então na primeira ilha artificial, que vai servir para controlo de passaportes e alfândega entre a China e Macau, albergando também zonas para turismo. Esta zona elimina obstáculos à navegação internacional. Os restantes 6,7 km são um túnel que emerge noutra ilha artificial, onde começa uma segunda extensão de 9,4 km, que liga a segunda ilha ao Aeroporto Internacional de Hong Kong, onde são feitos novos controlos de passaporte.

Esta nova ponte permite cortar para cerca de 30 minutos uma viagem que antes podia demorar até quatro horas, facilitando a vida para as mais de 60 milhões de pessoas que habitam na região. No entanto, nem todos os habitantes de Macau, Zhuhai e Hong Kong vão ter direito a atravessar a ponte, sendo necessário requisitar uma permissão especial às autoridades de trânsito chinesas. As pontes também têm portagens. Em todo o caso, serviços de autocarro vão começar amanhã.

A construção da ponte foi marcada por vários atrasos, incluindo derrapagens orçamentais e problemas com segurança laboral, que atrasaram continuamente a inauguração da data prevista de outubro de 2016 para outubro de 2018. Embora não haja confirmação oficial das autoridades, especula-se que 18 pessoas morreram durante a construção e que o número de feridos varia entre 250 e 600 pessoas. O orçamento inicial era de cerca de 2000 milhões de euros, mas os custos aumentaram em cerca de 1500 milhões, e a construção da estrutura só foi completada em novembro de 2017.

Fonte:
https://www.motor24.pt

24-10-2018
Auto Gouveia por Messenger

Filtros de Pesquisa

Owl Image
Owl Image


INÍCIO | QUEM SOMOS | STOCK | FINANCIAMENTO | AG SEGUROS | AG GARANTIA | VENDA O SEU CARRO | CONTACTOS | ÁLBUM | NOTÍCIAS