Carro do Ano 2020

Depois de no ano passado o vencedor ter sido decidido num autêntico “photo finish” (tanto o Jaguar I-PACE como o Alpine A110 terminaram a votação com 250 pontos), a eleição do Car Of The Year 2020 não foi tão emocionante.
Isto porque, com 281 pontos, o 
Peugeot 208 foi eleito o Car Of The Year 2020 com alguma vantagem, tomando o lugar conquistado há um ano pelo modelo da Jaguar e impondo-se a uma concorrência bem premium. Atrás do modelo gaulês ficaram no pódio o Tesla Model 3, com 242 pontos, e o Porsche Taycan, que alcançou os 222 pontos.
Curiosamente, esta é a primeira vez que o pódio é composto por três modelos elétricos — ok…, o 208 tem motorizações a combustão, mas não esquecer que tem uma variante 100% elétrica, o 
e-208 — e como que vem confirmar a teoria de que o mundo automóvel está mesmo em mudança.

Numa votação que voltou a contar com dois portugueses (Francisco Mota e Joaquim Oliveira), havia dois duelos antecipados: Peugeot 208 contra Renault Clio e Porsche Taycan contra Tesla Model 3.
No final, e apesar de a votação ter começado renhida (e até a dar uma vantagem inicial ao 
Ford Puma), a verdade é que o 208 acabou por se impor com alguma facilidade, não só ao Clio (que foi empurrado para fora do pódio), como à restante concorrência que incluía além do novo Ford Puma, também o Toyota Corolla e o BMW Série 1.

Já o duelo 100% (e exclusivamente) elétrico foi mais renhido, com o 
Model 3 a conseguir uma vantagem de apenas 20 pontos face ao Taycan, vantagem essa que só foi confirmada depois do último conjunto de votações. Curiosamente, ambos os modelos conseguiram uma recuperação notável ao longo de uma eleição digna do Festival Eurovisão da Canção.
Com esta vitória, o 
Peugeot 208 torna-se no primeiro veículo com uma plataforma multi-energias a conquistar o troféu e no sexto Peugeot a vencer o prémio que, desde 1964, se dedica a eleger o carro do ano na Europa.

 
3 de março de 2020

Fonte: www.razaoautomovel.com
Mais artigos